Seis homens morrem em confrontos com policiais militares na Bahia - Catolé Agora
how to make gifs
how to make gifs

Seis homens morrem em confrontos com policiais militares na Bahia

Armas apreendidas com trio em Eunápolis — Foto: Divulgação/Polícia Militar


Seis homens morreram em confrontos com policiais militares entre a noite de segunda-feira (2) e a madrugada desta terça (3). As trocas de tiros aconteceram em Salvador, Jequié e Eunápolis.


Na capital baiana, o confronto aconteceu na noite de segunda-feira, no bairro de Mussurunga. Por causa da troca de tiros, grande parte do comércio da localidade não abriu nesta terça.


O policiamento no bairro foi reforçado ainda na noite de terça. Em nota, a Polícia Civil disse que policiais militares foram recebidos a tiros durante rondas e que um homem foi atingido, socorrido para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.


A Polícia Civil informou ainda que os PMs apreenderam 65 pinos de cocaína, porções de maconha, 27 pedras de crack, e uma arma com o suspeito, que não teve a identidade revelada.


Dois mortos em Jequié

De acordo com a Polícia Militar, ainda na noite de segunda-feira (2), policiais militares do 19º Batalhão da Polícia Militar (BPM), faziam rondas na região do Alto da Bela Vista, em Jequié, quando viram um grupo de homens armados. Neste momento, houve um confronto.


Após a troca de tiros, dois suspeitos foram encontrados feridos, foram socorridos e levados ao Hospital Geral Pedro Valadares, mas morreram.


Com eles, foram apreendidos uma submetralhadora, um revólver, drogas e uma balança de precisão.


Confronto com três mortos em Eunápolis

Horas depois, já na madrugada desta terça, policiais da Rondas Especiais (Rondesp), com apoio do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) da 7° Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), receberam a informação de vários suspeitos armados, no bairro Santa Lúcia, na rua Monte Serrat, em Eunápolis.


Ao chegarem no local encontraram oito homens armados. O grupo atirou nos policiais e entrou em uma área de mata, onde foi feito um cerco. Quando amanheceu, os policiais intensificaram abordagens a veículos.


A PM informou que cinco dos suspeitos sequestraram um jovem que dirigia um carro, no bairro Itapuã, em Eunápolis, e houve um novo confronto. Dois suspeitos conseguiram fugir, três foram baleados e morreram no local. A vítima do sequestro foi liberada sem ferimentos.


Onda de violência na Bahia

A Bahia registrou ao menos 71 mortes durante confrontos com a polícia em setembro – 68 delas de suspeitos de envolvimentos com crimes, uma de um policial federal, o agente Lucas Caribé, e dois policiais militares.


O secretário de Segurança Pública da Bahia, Marcelo Werner, afirmou que a guerra entre facções é a principal causa da violência no estado e afirmou que todos os recursos estaduais e federais estão disponíveis para acabar com o crime organizado.


No mês de agosto, um acordo entre a SSP-BA e a Polícia Federal (PF) foi assinado, com o objetivo de reforçar o combate a grupos criminosos. O prazo de vigência do pacto é de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.


Viaturas blindadas da Polícia Federal foram enviados para o estado para reforçar ações de combate ao crime organizado.


g1 BA

how to make gifs
how to make gifs